cocar

Indian style

Indian style

E não é que até no G1 foi parar ? Sucesso essa galera 👊🏼🤩 faça já seu pedido 😄 Enviamos para todo o Brasil 🇧🇷 faça já sua encomenda 📦✌🏼😽 #instagood #cocar #indios #cocaramericano #cocarindigena #cocar #indio #indioparatodavida #alegria #viver #serfeliz #cacique #likeforlike #photooftheday #followme #love #followback #brasil #riodejaneiro #artesanato #arteemfoco #artesanatobrasileiro #penacho #carnaval #fantasia #rave #festival #festa  #fest

E não é que até no G1 foi parar ? Sucesso essa galera 👊🏼🤩 faça já seu pedido 😄 Enviamos para todo o Brasil 🇧🇷 faça já sua encomenda 📦✌🏼😽 #instagood #cocar #indios #cocaramericano #cocarindigena #cocar #indio #indioparatodavida #alegria #viver #serfeliz #cacique #likeforlike #photooftheday #followme #love #followback #brasil #riodejaneiro #artesanato #arteemfoco #artesanatobrasileiro #penacho #carnaval #fantasia #rave #festival #festa #fest

Pega esse trio, ou nois te pega! 🤤😏 #carnaval #carnavrau #cocar #anjo

Pega esse trio, ou nois te pega! 🤤😏 #carnaval #carnavrau #cocar #anjo

O estilo étnico  tem como principal meta defender os valores culturais e as raízes regionais...Quem curte viajar e conhecer culturas diferentes se identificará tranquilamente com a proposta do estilo... @viajantesss , mto obrigado por tudo... ;-) ... #etnico #etnica #decor #fiberart #decoracaoetnica #casacor #casavogue #casaejardim #homedecor #cocar #cocarindigena #artedobrasil #artebrasileira #designerdeinteriores #braziluandecor #artistabrasileiro #artistapopular #marcosbazzo

O estilo étnico  tem como principal meta defender os valores culturais e as raízes regionais...Quem curte viajar e conhecer culturas diferentes se identificará tranquilamente com a proposta do estilo... @viajantesss , mto obrigado por tudo... ;-) ... #etnico #etnica #decor #fiberart #decoracaoetnica #casacor #casavogue #casaejardim #homedecor #cocar #cocarindigena #artedobrasil #artebrasileira #designerdeinteriores #braziluandecor #artistabrasileiro #artistapopular #marcosbazzo

Demorou mas consegui tirar uma foto com ele. Segundo lugar no campeonato brasileiro de concreto, organizado pelo IBRACON. Foi ralado principalmente pois não contamos com a ajuda que precisamos, mas conseguimos mesmo assim! 🏆 #ViceCampeãoBrasileiro2017 #COCAR #QueVenha2018

Demorou mas consegui tirar uma foto com ele. Segundo lugar no campeonato brasileiro de concreto, organizado pelo IBRACON. Foi ralado principalmente pois não contamos com a ajuda que precisamos, mas conseguimos mesmo assim! 🏆 #ViceCampeãoBrasileiro2017 #COCAR #QueVenha2018

Eita carna2018 que vai deixar excelentes  lembranças !!! 🎭🏹
#carnaval2018 #gameover #lifestyleblogger #indio #cocar #americanindian #sundaymood #finish

Eita carna2018 que vai deixar excelentes lembranças !!! 🎭🏹 #carnaval2018 #gameover #lifestyleblogger #indio #cocar #americanindian #sundaymood #finish

Tons de terra sem lei
Em 1500, o homem branco saiu da Europa e fez escala na África para escravizar o homem negro. Cruzou o Atlântico, avistou um pedaço de chão e já foi logo chamando de seu: Brasil, colônia de Portugal. Recebido pelo homem pardo, índio que já habitava esta terra há 40 mil anos, chegou para tomar a posse e explorar. Três continentes foram unidos à força pelo sangue, que escorre vermelho das veias do pardo, do negro e do branco. Na pele, cores forjaram rótulos, legitimando a ignorância que o passar dos séculos ainda não conseguiu arrancar. No Brasil de 2017, os descendentes de seus habitantes ancestrais continuam lutando para ter direito à terra, desafiando a lógica e o bom senso. Com a Lei do Dinheiro, nem a Justiça garante justiça – reféns da vaidade, o povo brasileiro exalta sua diversidade, mas arranca suas raízes na escuridão do esquecimento, troca vidas por coisas, índios por gado, diversidade por monocultura. Vemos olhares, pinturas e cocares.
 Sobreviventes iluminados de um longo genocídio.
 Você consegue enxergar?
 Demarcação Já! 
#retrato #portrait #olhar #demarcaçãojá #índia #indígena #indigenous #cocar #cor #brasil #street #streetphotographer #gettyimages #netgeo #magnumphotos #lensculture #arthurmonteiro

Tons de terra sem lei Em 1500, o homem branco saiu da Europa e fez escala na África para escravizar o homem negro. Cruzou o Atlântico, avistou um pedaço de chão e já foi logo chamando de seu: Brasil, colônia de Portugal. Recebido pelo homem pardo, índio que já habitava esta terra há 40 mil anos, chegou para tomar a posse e explorar. Três continentes foram unidos à força pelo sangue, que escorre vermelho das veias do pardo, do negro e do branco. Na pele, cores forjaram rótulos, legitimando a ignorância que o passar dos séculos ainda não conseguiu arrancar. No Brasil de 2017, os descendentes de seus habitantes ancestrais continuam lutando para ter direito à terra, desafiando a lógica e o bom senso. Com a Lei do Dinheiro, nem a Justiça garante justiça – reféns da vaidade, o povo brasileiro exalta sua diversidade, mas arranca suas raízes na escuridão do esquecimento, troca vidas por coisas, índios por gado, diversidade por monocultura. Vemos olhares, pinturas e cocares. Sobreviventes iluminados de um longo genocídio. Você consegue enxergar? Demarcação Já! #retrato #portrait #olhar #demarcaçãojá #índia #indígena #indigenous #cocar #cor #brasil #street #streetphotographer #gettyimages #netgeo #magnumphotos #lensculture #arthurmonteiro

Tons de terra sem lei
Em 1500, o homem branco saiu da Europa e fez escala na África para escravizar o homem negro. Cruzou o Atlântico, avistou um pedaço de chão e já foi logo chamando de seu: Brasil, colônia de Portugal. Recebido pelo homem pardo, índio que já habitava esta terra há 40 mil anos, chegou para tomar a posse e explorar. Três continentes foram unidos à força pelo sangue, que escorre vermelho das veias do pardo, do negro e do branco. Na pele, cores forjaram rótulos, legitimando a ignorância que o passar dos séculos ainda não conseguiu arrancar. No Brasil de 2017, os descendentes de seus habitantes ancestrais continuam lutando para ter direito à terra, desafiando a lógica e o bom senso. Com a Lei do Dinheiro, nem a Justiça garante justiça – reféns da vaidade, o povo brasileiro exalta sua diversidade, mas arranca suas raízes na escuridão do esquecimento, troca vidas por coisas, índios por gado, diversidade por monocultura. Vemos olhares, pinturas e cocares.
 Sobreviventes iluminados de um longo genocídio.
 Você consegue enxergar?
 Demarcação Já! 
#retrato #portrait #olhar #demarcaçãojá #índio #indígena #indigenous #penas #cocar #brasil #street #streetphotographer #gettyimages #netgeo #magnumphotos #lensculture #arthurmonteiro

Tons de terra sem lei Em 1500, o homem branco saiu da Europa e fez escala na África para escravizar o homem negro. Cruzou o Atlântico, avistou um pedaço de chão e já foi logo chamando de seu: Brasil, colônia de Portugal. Recebido pelo homem pardo, índio que já habitava esta terra há 40 mil anos, chegou para tomar a posse e explorar. Três continentes foram unidos à força pelo sangue, que escorre vermelho das veias do pardo, do negro e do branco. Na pele, cores forjaram rótulos, legitimando a ignorância que o passar dos séculos ainda não conseguiu arrancar. No Brasil de 2017, os descendentes de seus habitantes ancestrais continuam lutando para ter direito à terra, desafiando a lógica e o bom senso. Com a Lei do Dinheiro, nem a Justiça garante justiça – reféns da vaidade, o povo brasileiro exalta sua diversidade, mas arranca suas raízes na escuridão do esquecimento, troca vidas por coisas, índios por gado, diversidade por monocultura. Vemos olhares, pinturas e cocares. Sobreviventes iluminados de um longo genocídio. Você consegue enxergar? Demarcação Já! #retrato #portrait #olhar #demarcaçãojá #índio #indígena #indigenous #penas #cocar #brasil #street #streetphotographer #gettyimages #netgeo #magnumphotos #lensculture #arthurmonteiro

Tons de terra sem lei 
Em 1500, o homem branco saiu da Europa e fez escala na África para escravizar o homem negro. Cruzou o Atlântico, avistou um pedaço de chão e já foi logo chamando de seu: Brasil, colônia de Portugal. Recebido pelo homem pardo, índio que já habitava esta terra há 40 mil anos, chegou para tomar a posse e explorar. Três continentes foram unidos à força pelo sangue, que escorre vermelho das veias do pardo, do negro e do branco. Na pele, cores forjaram rótulos, legitimando a ignorância que o passar dos séculos ainda não conseguiu arrancar. No Brasil de 2017, os descendentes de seus habitantes ancestrais continuam lutando para ter direito à terra, desafiando a lógica e o bom senso. Com a Lei do Dinheiro, nem a Justiça garante justiça – reféns da vaidade, o povo brasileiro exalta sua diversidade, mas arranca suas raízes na escuridão do esquecimento, troca vidas por coisas, índios por gado, diversidade por monocultura. Vemos olhares, pinturas e cocares.
Sobreviventes iluminados de um longo genocídio.
Você consegue enxergar?
Demarcação Já!
#retrato #portrait #olhar #demarcaçãojá #índio #indígena #indigenous #pinturacorporal #brasil #penas #cocar #street #streetphotographer #gettyimages #netgeo #magnumphotos #lensculture #arthurmonteiro

Tons de terra sem lei Em 1500, o homem branco saiu da Europa e fez escala na África para escravizar o homem negro. Cruzou o Atlântico, avistou um pedaço de chão e já foi logo chamando de seu: Brasil, colônia de Portugal. Recebido pelo homem pardo, índio que já habitava esta terra há 40 mil anos, chegou para tomar a posse e explorar. Três continentes foram unidos à força pelo sangue, que escorre vermelho das veias do pardo, do negro e do branco. Na pele, cores forjaram rótulos, legitimando a ignorância que o passar dos séculos ainda não conseguiu arrancar. No Brasil de 2017, os descendentes de seus habitantes ancestrais continuam lutando para ter direito à terra, desafiando a lógica e o bom senso. Com a Lei do Dinheiro, nem a Justiça garante justiça – reféns da vaidade, o povo brasileiro exalta sua diversidade, mas arranca suas raízes na escuridão do esquecimento, troca vidas por coisas, índios por gado, diversidade por monocultura. Vemos olhares, pinturas e cocares. Sobreviventes iluminados de um longo genocídio. Você consegue enxergar? Demarcação Já! #retrato #portrait #olhar #demarcaçãojá #índio #indígena #indigenous #pinturacorporal #brasil #penas #cocar #street #streetphotographer #gettyimages #netgeo #magnumphotos #lensculture #arthurmonteiro

@mamorandii com seu lindo cocar Rosa curtindo o carnaval de Pernambuco 😍 obrigado pela confiança e espero que tenha sido sucesso total ✌🏻🤩 e você , Já fez seu pedido ? por que não ? Enviamos para todo o Brasil 🇧🇷 faça já sua encomenda 📦✌🏼😽 #instagood #cocar #indios #cocaramericano #cocarindigena #cocar #indio #indioparatodavida #alegria #viver #serfeliz #cacique #likeforlike #photooftheday #followme #love #followback #brasil #riodejaneiro #artesanato #arteemfoco #artesanatobrasileiro #penacho #carnaval #fantasia #rave #festival #festa  #fest

@mamorandii com seu lindo cocar Rosa curtindo o carnaval de Pernambuco 😍 obrigado pela confiança e espero que tenha sido sucesso total ✌🏻🤩 e você , Já fez seu pedido ? por que não ? Enviamos para todo o Brasil 🇧🇷 faça já sua encomenda 📦✌🏼😽 #instagood #cocar #indios #cocaramericano #cocarindigena #cocar #indio #indioparatodavida #alegria #viver #serfeliz #cacique #likeforlike #photooftheday #followme #love #followback #brasil #riodejaneiro #artesanato #arteemfoco #artesanatobrasileiro #penacho #carnaval #fantasia #rave #festival #festa #fest

E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música 👽👹🎧🎶🎉🔯⚜
#GOODVIBES #bless #cocar

E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música 👽👹🎧🎶🎉🔯⚜ #GOODVIBES #bless #cocar

Melhor “programa de índio” que eu poderia ter! ✌🏼😊
.
.
.
.
#cocar #índio #carnival #Olinda2018 #outfit #music #fun #friends #party #goodtimes #funtimes #cool #friend #memories #happy #bestoftheday #crazy #funtime #smile #night

Melhor “programa de índio” que eu poderia ter! ✌🏼😊 . . . . #cocar #índio #carnival #Olinda2018 #outfit #music #fun #friends #party #goodtimes #funtimes #cool #friend #memories #happy #bestoftheday #crazy #funtime #smile #night

Não sejais egoista,
Aquilo que te fores ensinado passai aos outros,
E aquilo que recebeste de #graça,
de graça tu darás.
Porque só no #amor,
na #caridade e na #fé e que tu podeis encontrar o teu caminho interior, a #luz de #Deus

#indio #ensinamento #caminho #verdade #elevacao #axe #sabedoria #ciencia #familia #base #tribo #penabranca #penaazul #cocar #penacho

Não sejais egoista, Aquilo que te fores ensinado passai aos outros, E aquilo que recebeste de #graça, de graça tu darás. Porque só no #amor, na #caridade e na #fé e que tu podeis encontrar o teu caminho interior, a #luz de #Deus #indio #ensinamento #caminho #verdade #elevacao #axe #sabedoria #ciencia #familia #base #tribo #penabranca #penaazul #cocar #penacho

Temos peças para ensaios fotográficos! Foto do @claudioalvesfotografia

Temos peças para ensaios fotográficos! Foto do @claudioalvesfotografia

Brazilian indigenous and Australian indigenous... this is one of my favourites!!!! #art #instaart #acrilicpainting #roots #cocar #indio #brasil #australia

Brazilian indigenous and Australian indigenous... this is one of my favourites!!!! #art #instaart #acrilicpainting #roots #cocar #indio #brasil #australia

Olá pessoal! Bom dia!

Quero desejar à todos um ótimo Domingo!

#Hoje #Domingol 17.02.2018 tem: 
#Forró #SóNaPegada ÀS 16:00H!

#Promoção de Skol 600ml por apena 
R$ 4,99 Até às 16:00!

Couvert Artístico apenas R$ 5,00!

Parceiros do Terraço Bar: * #BonésKingHorse * #OReiDaPizza * #ÁguaDeCoco #Cocar 
Você é nosso convidado especial!

Org.: Fábio Veras - 84 99602-7001

Olá pessoal! Bom dia! Quero desejar à todos um ótimo Domingo! #Hoje #Domingol 17.02.2018 tem: #Forró #SóNaPegada ÀS 16:00H! #Promoção de Skol 600ml por apena R$ 4,99 Até às 16:00! Couvert Artístico apenas R$ 5,00! Parceiros do Terraço Bar: * #BonésKingHorse * #OReiDaPizza * #ÁguaDeCoco #Cocar Você é nosso convidado especial! Org.: Fábio Veras - 84 99602-7001

💎Ateliê das Pedras 💎😍
Inspiração .
#cocar

💎Ateliê das Pedras 💎😍 Inspiração . #cocar